Wolfen

Criado por Tiago Delfini Vallejo

Aos poucos sentia meu coração bater rapidamente, era como se o ritmo de todas as batidas de um só dia, estavam sendo resumidas a esse momento. Meus olhos começavam a tentar saltar de seu lugar.

O brilho da lua cheia de uma sexta feira introduzia o começo de uma noite interminável para mim e o fim de muitos dos que eu iria devorar. Sou um Lobisomem.

Girava de um lado para o outro, com as mãos levadas à cabeça para que a dor parasse, tentando amenizar a dor que meu coração e minha mente insistiam em ecoar por todo meu corpo. Ou se realmente aquele era meu corpo.

A lua estava sumindo, algo fazia-me perder a consciência, e eu não conseguia dizer exatamente o que iria fazer a partir daquele momento crucial da noite. Uma noite que sairia pelos bosques, cidades, vilas e quaisquer lugar que eu passasse mostrando todo meu poder que diziam ser somente instinto selvagem.

Sentia que meu corpo movia-se rapidamente, sentia minhas pernas e meus braços batendo no chão, como se corria como um leopardo ou mesmo um lobo.

Esse Cheiro… Cheiro de sangue… Como era bom…

Queria me aproximar silenciosamente, mas meu instinto mandava saltar na garota que tentava pegar lenhas para sua família no meio da noite. Pobre garota, não teria mais um dote muito bom para entregar a seu amado ou seu futuro marido, eu a mataria nesta mesma noite.

Com uma certa agilidade, a garota conseguiu desvencilhar-se de mim. Corria o mais rápido que podia, eu seguia seu cheiro de sangue, que realmente era muito bom, agora que pingava das marcas de garras que eu havia deixado nela. Ela conhecia melhor a floresta que eu, sabia os lugares que me despistaria por segundos, só para conseguir descansar. A corrida estava realmente sendo interessante para mim, ela estava conseguindo correr por muito tempo, havia algum tipo de treinamento ou era o mesmo instinto que eu sentia?

Galhos e pedras voavam. Mesmo correndo, ainda tinha velocidade o bastante para jogar acessórios em mim, tentando atrasar-me. Esperta. Preciso desse sangue.

A respiração dela era algo que me deixava mais excitado para pegá-la. Como um assado recém saído do forno, que exalava o cheiro da comida, essa garota exalava, em sua respiração, seu sangue mais que delicioso. Precisava daquela carne. Precisava pegar tudo para mim, ser minha aquela carne… Aquelas vísceras.

O sangue que era deixado como rastro para mim, era como o prato de entrada, uma porção de fritas para você, digamos assim.

Finalmente! Ela estava cansada.

Com um salto, o último salto da noite, consegui alcança-la. Ela caiu, chorando, pedindo em vão para alguém que salvasse-a. Minha parte que ainda estava pensando, não deu nem atenção aos gritos desesperados da garota que agora era destroçada pelo faminto monstro dentro de mim.
Rapidamente o corpo da garota já não havia como ser reconhecido, sua roupa havia sido jogada fora como uma embalagem a prova de crianças, que precisava ser destruída para que o desejo fosse realizado, de chegar ao verdadeiro conteúdo de tudo.

Mastigava deliciando-me da carne ainda vermelha e crua da garota que jazia em frente a mim. Era uma sede, uma fome, uma vontade que eu não podia controlar de nenhum jeito.

Ao fim da noite, os pássaros cantavam envergonhados, sabiam do perigo de mostrarem-se na floresta com minha presença. Mas eles indicavam para mim que o dia estava começando e que deveria rapidamente dirigir-me para casa antes que minha agilidade, força e aparência voltassem ao normal de um humano.

Uivei pela última vez, dizem até hoje que pôde ser ouvido até a mais longe das vilas do condado. Havia sido mais uma noite para mim e a última noite para ela…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s