Tente.

Estava ouvindo uma música chamada “Salt and the Light” da banda Sent by Ravens e decidi fazer esse texto.

Tente

Muitas pessoas se perguntam, me perguntam, me questionam, até agem como se eu fosse estúpido. Mas todas têm a mesma dúvida: Como posso acreditar em Deus?

Esse questionamento é, ao mesmo tempo que difícil, fácil de ser respondido. Muitos usam a mesma metáfora e eu acredito que é a melhor para se exemplificar o que é acreditar em Deus.

Sabe o vento? Você o vê? Estou dizendo o vento em si, o movimento, não a poeira que é sobre ele levantado. Não o vê, certo? Mas você consegue entender que ele existe pois você está sentindo o frio que ele deixa, o arrepio em um dia quente que ele o faz sentir no corpo. A existência de Deus é essencialmente igual à essa metáfora.

Não estou tentando responder de forma simplória o que é saber que Deus existe e, por causa do vento, eu acredito nEle. Não, longe de mim, o exemplo é só uma metáfora.

Sentir Deus, saber que Ele existe, que Ele criou tudo é uma maneira de parar e estudar a ciência, filosofia, sociologia, a religião em si e chegar na simples resposta de que tudo inicia-se em um ponto, seja chamado de Motor Imóvel como Tomás de Aquino falou,ou de Deus.

Um mundo complexo, um universo cheio de coisas e sistemas não poderia simplesmente sair de algo espontâneo. É um questionamento que todos nós nos fazemos: De onde as coisas vêm? Elas saem do nada ou algo deu início? A ciência ainda busca exatamente aquele ponto de ignição. A religião explica que é o ser superior, conhecedor de todas as coisas e que deu origem a tudo. Deus, para os cristãos.

Mas, como eu posso sentí-lo se ele é um ser espiritual… E, como ele pode influenciar na Terra se ele vive em outra dimensão por assim dizer? E, já que Ele sabe de tudo, porque não influencia no que está acontecendo agora?

São discussões que, sinceramente, não pretendo respondê-las. Um ponto de cada vez, as respostas virão, acredito, mais para frente.

Não estou negando a ciência e seus estudos, ao contrário, acredito que a cada dia que se passa nos estudos da evolução, da criação da Terra, das dúvidas sobre de onde viemos, uma certeza de que tudo veio de Deus se forma na minha cabeça.

Quando você está numa praia, você olha para aquele mar gigantesco e sente uma vontade emotiva de chorar e falar “que lindo.” Não há como não parar para pensar por um pequeno momento sobre Deus. Curtir cada pedaço da Natureza, do céu, do mar e falar “Que pintura linda.”.

Estou, como evangélico, trazendo esse texto para o Deus que eu acredito, não estou aqui para falar que aqueles que acreditam em outros deuses não façam exatamente o que eu faço, mas levando para cada deus.

Você olha para aquilo que está a sua frente, seja belo ou seja estranho aos seus olhos (como os peixes no mais profundo mar, já viram aquilo? Como são estranhos?). Você deseja do fundo do seu coração entender de onde tudo aquilo saiu. Não é “fácil” responder que foi Deus, pois todos nós sabemos que existem perguntas não respondidas, tanto na religião quanto na ciência. E, quem sabe, se usássemos ambas as maneiras de estudo, as respostas não viriam mais rápido?

Não é facilitar uma resposta simplesmente para dizer “Deus criou tudo”. E, como podemos não crer em Deus quando, nos momentos de incerteza, quando olhamos para cima e enchemos nosso pulmão de ar e criamos coragem? E quando estamos com medo, ao mesmo tempo que sabemos que há uma luz ou que há um interruptor, quando estamos na escuridão de nossos pensamentos, de nossas ações ou atitudes, ter a luz de Deus, seja em forma de um amigo dizendo as palavras certas, seja com um sonho, nos faz jogar o medo de lado e ter a coragem de clarear tudo.

Coisas inexplicáveis como os nossos sonhos serem capazes de prever o futuro, ou uma pessoa sonhar exatamente a mesma coisa, no mesmo horário, na mesma hora que outra pessoa. Como um encontro no meio da noite. O que a ciência fala disso? Não sei, sinceramente, procurarei saber para responder. Mas a religião responde que é o Espírito influenciando nos nossos sentimentos e, quem sabe, Deus nos alertando de coisas que estão para acontecer ou coisas que devemos nos prevenir.

Acredito que tenha falado mais do que eu gostaria de falar sobre outras coisas e não me prendi ao estritamente necessário do texto.

Não é muito possível explicar, tem que sentir o que é ter Deus e experimentar a verdadeira presença. Sabe aquela segurança que você sente quando está abraçado aquele que ama? Sabe aquela coragem que você tem ao ver que alguém segura sua mão? E quando você está com dúvidas, a clareza vem ao respirar ou parar e olhar para a paisagem. Deus é basicamente aquele que, mesmo você não vendo tudo o que acontece em volta de si, te dá coragem.

Pode parecer irracional, mas, o que eu posso fazer? 50% é crer, 50% é pensar. Você pode pesquisar, pode procurar respostas, você vai encontrá-las e vai satifazê-las, até que novas perguntas serão feitas e você buscará novamente. Enquanto você buscar na fonte certa, você com certeza fará as escolhas corretas.

Esse tipo de segurança que Deus passa. A segurança de que, buscando Ele, você terá a felicidade. É uma busca que todo humano tem e você pode me dizer que eu estou me iludindo por não acreditar nas minhas próprias forças, mas eu devo te informar que eu já tentei ficar somente sobre minhas forças e não deu certo. Não é me sentir fraco, pois eu tenho certeza absoluta que sou tão forte quanto qualquer outro. Mas, eu tenho uma força a mais e tenho onde me segurar quando estou prestes a cair.

Pare e pense: No ano passado, quantas vezes você caiu? Não de levar tombo literalmente, mas de se sentir sem forças… A quem você recorreu? Quantas vezes você se sentiu sem forças e a ponto de desistir de tudo? Eu sei que me senti assim várias vezes no ano passado, mas todas as vezes, logo após Deus se apresentava a mim com uma palavra certa. E não estou dizendo de pessoas fora da igreja, mas sim de uma palavra na bíblia, de uma música evangélica ou cristã.

E aqueles que nunca mais levantaram? Já pararam para pensar que, mesmo se arrastando, não é hora de procurar a força que só Ele pode dar?

Eu não consigo dizer exatamente como é Deus e como é sentí-lo, pois Deus se apresenta de uma forma que é inesquecível e, por sermos todos diferentes, Ele difere nas apresentações. Mas, no final, todas elas se juntam em uma única: O Deus de Amor que nos ensina como é ser forte.

Depois de tudo isso, só posso dizer: Tente. Ponha Deus a prova e ele vai te mostrar.

Poison

Para quem não conhece o termo FANFIC, aí vai:

É uma história feita por um fã, baseando-se diretamente ou indiretamente à alguma história, personagem, ator ou acontecimento.

Poison é uma fic que eu escrevi e a Anis revisou e agora estou postando ela aqui no site, bem como no site

 
Link Direto

Cronica de Purificação

Quantas vezes procuramos por respostas que não conseguimos sozinhos? Quantas vezes olhamos para o lado procurando o que poderíamos resolver, ou procuramos alguém quem pudesse resolver pela gente?

Essa cronica, escrita acompanhada de uma música, demonstra que nem sempre os que falam com palavras podem responder todas suas perguntas. Deixar-se ouvir o que é mais puro e natural as vezes é mais eficaz que palavras sem emoções.

Link Direto

Bem vindo!

Bem vindo à você que vem aqui nesse blog. Aqui eu apresento minhas histórias originais e procuro que você se divirta com minhas várias escritas. As de comédia, de ação, de terror, de suspense.

E você que não me conhece, têm ali no canto direito “About myself”, sinta-se livre para conhecer.

Se ficar interessado em mais escritas, entre no melhor site de escritores do Brasil, Need For Fic. Todas essas histórias que você lê aqui estão postadas lá, mais outras que não postarei aqui e de muitas pessoas que gostam de leitura. Sinta-se livre de entrar e ler, mas saiba que todos os que escrevem ali naquele site, têm o direito sobre suas autorias e que todos os IP’s são monitorados.

De qualquer forma, divirta-se aqui, leia e comente.